The Americans (2013)

Continuando a escrever sobre as séries dessas férias chegamos a The Americans, que entrou na lista das melhores séries que assisto/já assisti. Você vê o nome e pensa “mais uma dessas que conta a vida de um casalzinho de americanos vivendo no subúrbio de Washington com seus dois filhos e sua agência de viagens…..” ok, tá, é isso mesmo, PORÉM adicionando o detalhe de que o casal na verdade são espiões da KGB infiltrados nos EUA durante a Guerra Fria. Não dá pra chamar de clichê agora.

A série tem basicamente três focos: a vida de Elizabeth e Phillip Jennings (o casal espião) com seus dois filhos Paige e Henry; a correria na embaixada russa de Washington, onde as ordens chegam e muitas decisões são tomadas; e o trabalho de Stan, um agente do FBI. Só que a narrativa começa a ficar interessante quando, já no primeiro episódio, todas essas histórias se entrelaçam pois (acompanhem essa parte por favor): Stan  é transferido de unidades do FBI e se muda para a casa em frente a dos Jennings, ao mesmo tempo começa a investigar Nina, que trabalha na embaixada russa, e chantageá-la para obter informações, aí no meio disso tudo Phillip e Elizabeth precisam conciliar seu casamento, seus filhos (que sabem ser um pé no saco), a agência de viagens E O TRABALHO DE ESPIÕES. E é aí que o negócio fica interessante.

Apesar de toda a narrativa complexa que a série possui, o que mais chama atenção pra quem assiste The Americans é a relação entre o casal. Desde o começo fica muito claro o contraste de ideais existente entre os dois: Elizabeth mesmo depois de mais de 15 anos vivendo nos Estado Unidos permanece fiel à sua pátria e ao seu trabalho, por outro lado é agoniante ver Phillip lutar contra o apego que começou a ter pela nova nação e duvidar do porquê tudo o que conhecia e fazia era daquele jeito. Ainda assim, é maravilhoso demais ver como esses dois, que foram colocados em um quarto, obrigados a se casarem e se mudarem para outro país, vão crescendo durante os episódios e começam realmente a verem um ao outro como sua família.

O roteiro é extremamente bem escrito e, apesar de parecer pouco provável que uma série americana faça isso, mostra os dois lados da moeda, além disso, por se passar nos anos 80, durante o governo de Ronald Reagan, a caracterização do cenário e dos figurinos é muito bem feita e outra característica que eu considero muito legal é o fato de que na maior parte do tempo os russos da embaixada se comunicam realmente em russo, tendo a legenda em inglês. Porém, assim como em The Crown, o que mais chama a atenção em The Americans são as atuações, principalmente da família Jennings mas mais especificamente ainda a de Keri Russell que interpreta Elizabeth. Pra quem for assistir já digo que: melhor personagem. Porém não são poucos os momento em que se pensa “Gente mas como é possível? Essa mulher não tem coração.” ELA TEM SIM! Elizabeth é claramente a chefe da família, mas isso não a impede de ser também uma ótima espiã e a forma com que a personagem lida com tudo pode muitas vezes dar a impressão de que ela é fria e sem sentimentos, mas as cenas em que ela aparece vulnerável mostram que mesmo acreditando no que faz, não é feliz o fazendo, e nesse quesito Keri Russell rouba a cena de praticamente todo episódio. Já Matthew Rhys, intérprete de Phillip, pode ser considerado o cara legal, o pai legal, o amigo legal (gente ele vira bff do Stan, o cara do FBI, pra vocês terem uma noção) e fica claro sua devoção à Elizabeth e à sua família, talvez acima ainda do trabalho. O bom dessa série é que ao contrário de alguns filmes e outros seriados, o trabalho de espião não é apresentado como algo legal, dá pra ver que os dois odeiam aquilo e muitas vezes não suportam algumas ações que devem tomar, mas colocam o dever em primeiro lugar.

Terminando eu quero dizer ASSISTAM THE AMERICANS! É uma das melhores séries da atualidade e não possui o merecido reconhecimento, tanto que pouca gente deve saber mas a Netflix possui as 3 primeiras temporadas e logo deve adicionar a quarta pois em março estreia nos Estados Unidos a quinta e penúltima temporada. E uma curiosidade que eu AMO porque é meu conforto quando as coisas dão errado pra esse casal que eu amo tanto: Keri Russell e Matthew Rhys são um casal de verdade fora da série e eu acho isso demais, seria só isso mesmo.

The_Americans.jpeg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s